Monashees capta US$ 700 mi para dois fundos, de startups e empresas maiores

Monashees capta US$ 700 mi para dois fundos, de startups e empresas maiores

Altamiro Silva Junior e Cynthia Decloedt

19 de dezembro de 2021 | 05h30

Gestora já fez aportes em empresas como a Rappi, de entregas  Foto: Daniel Teixeira/Estadão

A gestora monashees acaba de concluir a captação de US$ 700 milhões para dois novos fundos de venture capital. Um irá investir em 20 a 25 empresas nascentes e, outro, nas companhias já em estágio mais avançado de crescimento.

Os fundos receberam os nomes de “X” e “Expansion II”. A primeira carteira teve aporte de US$ 20 milhões do International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial. A instituição arquitetou ainda um cheque do mesmo montante, por meio de um sindicato de investidores.

A monashees, que investe na América Latina desde 2005, foi fundada por Eric Acher e Fabio Igel. Entre as companhias nas quais a gestora já colocou dinheiro estão a empresa de entregas Rappi, a de venda de imóveis Loft e o banco digital Neon. Um dos investimentos mais recentes foi na Vorteza, startup que criou uma plataforma para o transporte marítimo de energia.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 17/12/21, às 16h46.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.