Movimentação de cargas cresce 8,8% em março em meio à crise

Movimentação de cargas cresce 8,8% em março em meio à crise

Luciana Collet

16 de abril de 2020 | 05h00

A movimentação de cargas no Brasil cresceu março, mesmo em meio à forte redução da atividade econômica vista no período, em decorrência das medidas de combate à disseminação do novo coronavírus. Os dados são da AT&M Tecnologia, empresa responsável pela averbação de 90% do mercado de transporte de cargas. Foram registrados R$ 556 bilhões em movimentação de cargas no País em março, 8,8% acima dos R$ 511 bilhões observados um ano antes e alta de 4,7% frente aos R$ 531 milhões de fevereiro.

E-commerce. O crescimento reflete o aquecimento do setor de abastecimento do País. Segundo a AT&M, a expansão foi impulsionada pela demanda de produtos de beleza, higiene e medicamentos, com forte demanda dos setores do varejo (supermercados) e comércio eletrônico.

Tudo o que sabemos sobre:

cargas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: