MRV dá vida à ‘Amazon da casa própria, seu marketplace de produtos para o lar

MRV dá vida à ‘Amazon da casa própria, seu marketplace de produtos para o lar

Circe Bonatelli

08 de novembro de 2021 | 11h36

imobiliário obras

Com 50 mil novos imóveis por ano, MRV quer atrair consumidores para marketplace de produtos para o lar.  Foto Werther Santana / Estadão

 

Após a MRV&Co ocupar diferentes setores imobiliários (construtora MRV, empresa de loteamentos Urba e locadoras de apartamentos Luggo e AHS), o próximo passo será dar musculatura para o seu marketplace – chamado Mundo da Casa.

A MRV está transformando o marketplace em uma nova unidade de negócios dentro do grupo, sob o comando do diretor de novos negócios, Rodrigo Resende. A ideia é que a plataforma seja a principal no ramo imobiliário, como uma “Amazon da casa própria”.

“Queremos nos especializar no universo da moradia para nos diferenciar dos outros marketplaces”, afirma, em entrevista exclusiva para o Broadcast. “Vamos buscar atender tudo que os consumidores sonham relacionado à casa própria”.

O negócio é voltado para os clientes da MRV&Co e oferece armários planejados, kit de acabamentos, serviços de decoração, seguros residenciais e descontos junto a parceiros como Magalu, Electrolux, Tok&stok, MadeiraMadeira, Petz e Unicasa (dona da marca de móveis Dellano). Também estão sendo construídas parcerias para descontos em banda larga.

A meta é alcançar R$ 140 milhões em vendas em 2022 com a consolidação da plataforma, quase o dobro do resultado previsto para 2021, de R$ 80 milhões. Desde meados de 2018, a MRV&Co já oferecia alguns desses itens para os clientes, porém na forma de iniciativas pulverizadas. Como viu que dá dinheiro e há espaço para crescer, decidiu aglutinar tudo em uma unidade de negócios independente, com orçamento e metas próprias. Na largada, 30 funcionários estarão dedicados ao segmento. Para o ano que vem, serão 60, estima Resende.

O faturamento previsto com o Mundo da Casa ainda é pequeno perto do faturamento consolidado da MRV&Co, que foi de R$ 3,4 bilhões só no primeiro semestre, mas pode render muito mais. O grupo tem cerca de 500 mil clientes ativos. Além disso, está consolidando o patamar de produção de 50 mil moradias por ano – ou seja, mais 50 mil novas famílias na mira do marketplace.

Futuramente, há planos de abrir a plataforma de benefícios também para não clientes, antecipa Resende. Outra via de crescimento em estudo é a oferta de produtos financeiros, tomando como parceiro o Banco Inter, da família Menin, controladora da MRV&Co.

Parada única

A estratégia da MRV se encaixa no conceito do “one stop shop”, ou seja, uma parada única em que o consumidor pode resolver suas necessidades. Outras empresas tradicionais estão seguindo os mesmos rumos. Isso vale para startups como QuintoAndar e Loft, que nasceram como imobiliárias digitais e passaram a aumentar o universo de serviços imobiliários.

Mas vale também para incorporadoras tradicionais, como a Gafisa, por exemplo, que decidiu criar seu próprio marketplace, chamado Viver Bem. A plataforma abrange classificados de compra, venda e locação de imóveis novos e usados, ofertas de serviços de decoração, reformas, seguros, eletroeletrônicos, crédito e administração de condomínio.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 08/11/2021 às 08h30

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.