MTST convida CEO da Suno para trabalhar em uma de suas cozinhas

MTST convida CEO da Suno para trabalhar em uma de suas cozinhas

Talita Nascimento

03 de outubro de 2021 | 05h30

Após protesto do MTST na B3, Suno ofereceu curso a participantes do ato  Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) chamou o CEO da Suno, Tiago Reis, para trabalhar em uma de suas 20 Cozinhas Solidárias. Em resposta, a Suno se comprometeu a doar uma quantia de até R$ 5 mil reais para o MTST, com algumas condições.

O convite do movimento veio após Reis ter anunciado, na sexta-feira, 24, em suas redes sociais, cursos da plataforma “Certifiquei” para membros do MTST que estiveram na B3 naquela semana, em protesto contra a fome, a desigualdade e a inflação. Segundo Reis, houve 13 inscritos do movimento.

“Será uma ótima oportunidade para que Reis exercite um valor tão caro a ele quanto a nós: o trabalho. Estamos confiantes que Reis aceitará o convite para dar mais uma mostra de seu apreço pelo trabalho, além de poder conhecer pessoalmente, de perto, a realidade sofrida da população mais pobre das periferias de todo o País”, escreveu o MTST, em nota.

A Suno, por sua vez, disse que, “inspirado pelo interesse do público e para fomentar a profissionalização em diferentes frentes”, o Certifiquei – plataforma voltada para formação profissional em mercado financeiro, tecnologia e gestão – ofereceria cursos por R$ 1 no sábado, 2. Afirmou ainda que definiu doar um real a cada curso distribuído até o limite de R$ 5 mil a uma instituição social. “Dessa forma, gostaríamos de nos comprometer a doar esse valor para o MTST, com a única condição de que seja direcionado para formação profissional dos filiados e a solicitação de que o movimento divulgue a iniciativa da distribuição em redes sociais.”

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 01/10/2021 às 17h44.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Tudo o que sabemos sobre:

MTSTb3mercado financeiro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.