Multa de Cutrale e Citrosuco por cartel segue em segredo

Multa de Cutrale e Citrosuco por cartel segue em segredo

Coluna do Broadcast

08 de dezembro de 2016 | 05h00

suco_celio messias

(Foto: Celio Messias/Estadão)

Os valores pagos por Cutrale e Citrosuco para encerrar o processo por formação de cartel na compra de fruta continuam em segredo. Advogados tentam levantá-los desde o anúncio do acordo, mas sem sucesso. Conseguiram apurar, contudo, valores referentes a outras envolvidas: Coinbra-Frutesp, hoje Louis Dreyfus Company, terceira maior do setor, pagou R$ 45,138 milhões. A Bascitrus, incorporada pela Cutrale, e seu ex-proprietário, Horst Happel, pagou R$ 350 mil. E para a extinta Abecitrus e seus representantes, o valor foi de R$ 600 mil.

Processo

O processo, iniciado em 1999, era o mais longo da história do órgão. No entanto, Cutrale e Citrosuco, as duas maiores do mundo no setor, foram as únicas a não conseguirem unanimidade na votação que homologou Termos de Compromisso de Cessação (TCCs). Pelo acordo, empresas e pessoas envolvidas pagarão um total R$ 301 milhões para encerrar o processo e assumir a culpa por cartel. (Gustavo Porto)

Siga a @colunadobroad no Twitter