Na contramão, Dass tem dificuldades em seu IPO

Na contramão, Dass tem dificuldades em seu IPO

Economia & Negócios

19 Abril 2018 | 04h00

Se de um lado as ofertas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) das operadoras de planos de saúde NotreDame Intermédica e Hapvida e do Banco Inter esbanjam demanda, a Dass, que administra marcas de calçados esportivos como Umbro e Fila no Brasil, está com mais dificuldade para emplacar a sua operação e listar ações na B3. Mas, apesar de não ter despertado tanto o interesse dos investidores, a precificação de sua oferta está marcada apenas para o próximo dia 26 e há tempo para atraí-los, visto que o roadshow – apresentação para investidores – no exterior ainda não terminou.

Chuva de papel 
No caso da operadora de planos de saúde NotreDame Intermédica, que precifica o seu IPO hoje, dia 19, a demanda superou a oferta em mais de três vezes e a ação deverá sair no centro do intervalo indicativo de preço, ou seja, em R$ 16,00. Enquanto isso a Hapvida já tem demanda de mais de duas vezes para a sua oferta, que será precificada no dia 23, próxima segunda-feira. Já o Banco Inter, mais um na fila para abrir capital em abril e que fecha seu IPO no dia 26, atraiu uma vez o volume de ordens que precisa para colocar sua oferta na rua. Procuradas, as empresas não comentaram.

Siga a @colunadobroad no Twitter