Negociação direta e modelos de contratos são principais pontos após reforma trabalhista

Negociação direta e modelos de contratos são principais pontos após reforma trabalhista

Economia & Negócios

23 Agosto 2018 | 04h00

A nova legislação trabalhista tem despertado a atenção das empresas em determinadas questões na hora de fazer novas contratações. Os pontos de maior interesse na elaboração de contratos de trabalho incluem a negociação direta com o empregador, sem intervenção do sindicato, e ainda a livre negociação de modalidades de contrato de trabalho, tais como o teletrabalho, trabalho intermitente, home office e regime de sobreaviso. Os pontos foram levantados em ranking feito pelo escritório de advocacia Palopoli & Albrecht, butique especializada em direito trabalhista.

De igual para igual
As novas regras valem para salários a partir de R$ 11.291,60, em 2018. Dentre as demais mudanças da Reforma Trabalhista e que têm chamado a atenção do mundo corporativo estão indenização compensatória por cláusula de não concorrência, novos padrões de jornada de trabalho e cláusula arbitral no contrato.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real