Neoenergia deve buscar recursos no BNDES e bancos de fomento para eólicas

Neoenergia deve buscar recursos no BNDES e bancos de fomento para eólicas

Economia & Negócios

03 de outubro de 2019 | 04h00

Por Mariana Durão

A Neoenergia deve de buscar financiamento no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e bancos de fomento estrangeiros para a construção de dez parques eólicos no Piauí e na Bahia. O investimento aprovado em setembro é de R$ 1,9 bilhão e apenas uma parte virá do caixa do grupo. A companhia não descarta ir a mercado com uma nova emissão de debêntures, no embalo do sucesso da maior debênture de infraestrutura com selo “verde” já realizada no Brasil. A Neoenergia levantou R$ 1,3 bilhão com a operação em junho. Procurada, a Neoenergia não comentou.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

neoenergia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: