Novas gerações de empresas familiares dizem precisar “provar valor”

Novas gerações de empresas familiares dizem precisar “provar valor”

Fernanda Guimarães

12 de março de 2020 | 04h05

Um a cada cinco representantes das novas gerações de empresas familiares no Brasil acredita que precisa provar seu valor, antes de apresentar suas ideias de mudança na companhia (17%). Já 7% deles dizem fazer sugestões nas empresas de suas famílias, mas que elas não são ouvidas, mostra a Pesquisa Global NextGen, da consultoria PWC.

Ambição. O estudo também identificou que 40% dos membros da próxima geração de empresas familiares no Brasil miram a posição de diretor executivo nos próximos cinco anos e que 56% já estão envolvidos de forma ativa com a empresa familiar. O levantamento mostra, ainda, que 72% acreditam poder contribuir para assegurar que a estratégia de negócios seja adequada à era digital.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Quer saber mais sobre o Broadcast? Fale conosco

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: