Nubank paga R$ 35,9 mi a empresa de Anitta por serviços de marketing e publicidade

Nubank paga R$ 35,9 mi a empresa de Anitta por serviços de marketing e publicidade

Matheus Piovesana e Altamiro Silva Junior

01 de novembro de 2021 | 18h15

Anitta em show de Ano Novo em  Nova York    Foto: Gary Hershorn/Pool via REUTERS

No prospecto de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), o Nubank informa que fechou um contrato de R$ 35,9 milhões com uma empresa da cantora Anitta, que faz parte do conselho de administração da fintech. De acordo com os documentos, o acordo se refere à prestação de determinados serviços de marketing e publicidade.

“Em 30 de junho de 2021, entramos em um acordo de marketing com a Rodamoinho por um prazo de cinco anos, em cujos termos concordamos em pagar um total de R$ 35.950.617 em troca da prestação de certos serviços de marketing e publicidade”, afirma o Nubank no prospecto. A Rodamoinho é uma empresa de eventos que pertence a Anitta, a um irmão dela, Renan, e ao empresário Daniel Trovejani, segundo dados da Receita Federal.

Nem todo o pagamento será em dinheiro. De acordo com o Nubank, parte do valor será paga através de ações restritas (RSUs, na sigla em inglês). É uma forma de remuneração com base em ações utilizada, em geral, para reter funcionários considerados essenciais para uma empresa.

Anitta é citada diversas vezes pelo Nubank no prospecto da oferta. Em junho, o Nubank incluiu a popstar em seu conselho de administração, em busca de suas visões a respeito do consumidor brasileiro na criação de novos produtos.

Segundo o prospecto do Nubank, o cartão Ultravioleta, direcionado a clientes de maior renda e lançado em julho, já contou com este aconselhamento.

“Fechamos uma parceria com a popstar e influencer brasileira Anitta, que é uma das maiores e mais reconhecidas artistas musicais e influenciadoras do Brasil”, afirma a fintech ao apresentar a cantora a potenciais investidores. O Nubank destaca ainda que Anitta já foi nomeada cinco vezes ao prêmio Grammy Latino, e que em setembro, tinha mais de 54 milhões de seguidores no Instagram.

A entrada de Anitta no conselho do Nubank levou a fintech aos assuntos mais comentados nas redes sociais: no mesmo dia do anúncio, a cantora fez postagens contrárias a apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Muitos deles, de forma pejorativa, a associaram ao Nubank, apelidado de “Cubank” nas redes.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast  no dia 01/11/21, às 15h29.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.