Nubank vale US$ 5 bi a menos do que na época de aporte de Warren Buffett

Nubank vale US$ 5 bi a menos do que na época de aporte de Warren Buffett

Matheus Piovesana e Altamiro Silva Junior

04 de maio de 2022 | 05h15

Desde IPO, em dezembro, ações do banco recuaram 40%  Foto: JF Diorio/Estadão

A antecipação do fim do período que proibia certos acionistas do Nubank de vender suas ações fez as cotações do banco digital despencarem na Bolsa. As ações estão quase 40% abaixo do preço a que foram vendidas na oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), em dezembro. Assim, o Nubank já vale US$ 5 bilhões a menos do que quando o bilionário Warren Buffett resolveu investir na fintech, em junho. À época, ainda com capital fechado, o neobanco foi avaliado em US$ 30 bilhões.

Um gestor em Nova York afirma que a antecipação em um mês do fim do período de lock-up, a trava que impede quem comprou ações do Nubank no IPO de vender os papéis no mercado, tem efeito psicológico nos investidores. Ao prever vendas futuras, resolveram oferecer suas ações já. Outro analista diz que, com a queda dos papéis, ordens de zeragem das perdas (stop loss) são acionadas, o que aumenta a quantidade de investidores vendendo ações. Com isso, o preço cai ainda mais.

O lock-up que expira neste mês é o último envolvendo ações do Nubank. Desde o IPO, foram liberadas as vendas de papéis de vários grupos. Desta vez, alguns diretores e conselheiros do neobanco também poderão vender ações, possibilidade que não foi aberta anteriormente.

Valor do banco digital caiu 42% no ano

O cenário macro também contribui. Há um processo de correção dos preços das empresas de tecnologia, e a ação da fintech brasileira não foi poupada. Caiu 8% no pregão de ontem (3), e no ano, acumula queda de 42%. Com isso, a empresa passou a ser avaliada em US$ 25,2 bilhões – US$ 17 bilhões a menos do que quando abriu o capital. À época, o valor superava com folga o do Itaú Unibanco e do Bradesco.

Buffett possui 2,3% do capital do Nubank, segundo documentos enviados pela Berkshire Hathaway à SEC, a CVM americana, em fevereiro. Ao preço de mercado, a fatia vale hoje cerca de US$ 582 milhões – quase a metade do US$ 1 bilhão em que era avaliada no fim do ano passado. Procurado pelo Broadcast, o banco digital afirma que o foco é “impulsionar o crescimento de longo prazo do Nubank e gerar valor para nossos acionistas e clientes”.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 03/05/22, às 17h13.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Tudo o que sabemos sobre:

Bancosbanco digitalIPONubankWarren Buffett

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.