NYSE e Nasdaq disputam IPO do Nubank

NYSE e Nasdaq disputam IPO do Nubank

Altamiro Silva Junior

20 de outubro de 2021 | 05h15

Banco digital ainda não definiu em qual bolsa fará sua oferta de ações  Foto: JF Diorio / Estadão

A esperada abertura de capital do banco digital Nubank está deixando bancos, gestores, investidores – e demais peças do mercado financeiro global – em pé de guerra. Com o aval de oráculos do mundo dos investimentos, como Warren Buffett, da Berkshire Hathaway, e Luís Stuhlberger, da Verde Asset, que entraram num aporte de US$ 1,15 bilhão este ano, até mesmo duas das maiores Bolsas do mundo estão brigando. Tanto a Bolsa de Nova York (NYSE) quanto a Nasdaq, famosa por concentrar ações do setor de tecnologia, querem fazer a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) e lucrar com a negociação dos papéis da queridinha das finanças digitais. O Nubank ainda não bateu o mercado sobre qual Bolsa vai escolher.

Ambas são as maiores vitrines do mundo para as empresas mais internacionalizadas e conseguem atrair investidores dispostos a pagar múltiplos mais altos por papéis de companhias que vendem boas histórias de crescimento. Para conseguir novas listagens, segundo fontes em Nova York, NYSE e Nasdaq costumam oferecer benefícios às empresas, como descontos em custos dos IPOs e estruturas para eventos com investidores.

Os papéis de empresas brasileiras estão entre os mais negociados diariamente na NYSE, e a instituição tem dito publicamente ter interesse em atrair mais companhias do País, além de também ser um lugar para empresas de tecnologia. A Nasdaq também participou de eventos no Brasil este ano, para conversar com potenciais interessados.

Listagem simultânea

Esta semana, a CI&T, empresa de tecnologia de Campinas, candidata natural a listar ações na Nasdaq, acabou optando pela NYSE e  deve fazer sua estreia em Wall Street em novembro. No fim de julho, a  VTEX, também de  tecnologia, fez o mesmo caminho e captou US$ 361 milhões com o  IPO na NYSE.

No caso do Nubank,o objetivo é ter uma listagem simultânea de ações em Nova York com Brazilian Depositary Receipts (BDR) do banco digital negociados na B3. A oferta de ações no IPO pode ficar entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões, com o banco digital valendo entre US$ 50 bilhões e US$ 70 bilhões.

Procurados, o Nubank não se pronunciou. A Nasdaq e a NYSE disseram não comentar casos específicos.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 19/10/2021 às 15h47.

Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

banco digitalNubanknasdaq#NyseIPO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.