OYO, ‘Airbnb popular’ da Índia chega ao Brasil

OYO, ‘Airbnb popular’ da Índia chega ao Brasil

Coluna do Broadcast

17 de março de 2019 | 04h00

De maneira ainda bastante discreta, a indiana OYO, novo e bilionário nome da hospedagem global, começou a operar no Brasil. A equipe ocupa o espaço de um coworking na zona oeste de São Paulo desde o fim do ano passado. A plataforma já oferece quartos em quatro hotéis na capital paulista, com diárias entre R$ 111 e R$ 170. O modelo de negócio baseia-se em parcerias com hotéis independentes para oferecer quartos baratos com padrão mínimo de qualidade exigido pela empresa indiana. Pelo modelo de negócios de oferecer espaços de terceiros, é conhecida como um “Airbnb popular”. Em dezembro, a OYO levantou nada menos que US$ 1 bilhão com o fundo de Masayoshi Son, fundador do banco japonês SoftBank. Na operação, a companhia foi avaliada em mais de US$ 5 bilhões.

Padrinho famoso. A OYO foi fundada em 2013 por Ritesh Agarwal, um estudante de 19 anos que ganhou a bolsa Thiel Fellowship, oferecida a jovens empreendedores por Peter Thiel, fundador do PayPal e um dos primeiros investidores do Facebook. Com a chegada em São Paulo, o Brasil passa a ser o novo território daquela que é tratada como a “rede hoteleira” que cresce com mais rapidez no mundo e já está na Arábia Saudita, China, Malásia, Nepal e Reino Unido, além da Índia. Procurada, a empresa disse à Coluna, por meio de um porta-voz na Índia, que “não tinha nenhuma informação a compartilhar no momento”//Patrick Cruz

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

OYOpaypal

Tendências: