Pagamento de dívidas foi principal destino do crédito na Sim, do Santander

Pagamento de dívidas foi principal destino do crédito na Sim, do Santander

Matheus Piovesana

28 de janeiro de 2022 | 05h30

A fintech do Santander tinha, em setembro, 5,3 milhões  de clientes  Foto: Aline Bronzati/AE

Boa parte dos clientes da Sim, fintech de crédito pessoal do Santander, buscou dinheiro em 2021 para colocar as contas em dia. Em pesquisa realizada em dezembro, a empresa detectou que 42% dos contratos assinados no ano passado tiveram os recursos destinados ao pagamento de dívidas. Uma parcela menor, de 20%, foi destinada ao investimento em negócios já existentes, e 12%, para reformar um imóvel.

Entre os tomadores que buscaram empréstimos para quitar dívidas, 49% tinham renda mensal de até R$ 2 mil, e outros 42%, entre R$ 2 mil e R$ 4 mil. A região com o maior interesse em colocar as contas em dia foi o Sudeste, onde 47% dos clientes tomaram recursos com essa finalidade.

A pesquisa, que está em sua primeira edição, foi realizada por e-mail em dezembro de 2021, com 4.800 pessoas. Em setembro de 2021, dado mais recente, a Sim tinha 5,3 milhões de clientes.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+  no dia 27/01/22, às 17h05.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.