Pague Menos reduz preço em IPO, e Cyrela dá sobrevida à oferta da Lavvi

Pague Menos reduz preço em IPO, e Cyrela dá sobrevida à oferta da Lavvi

Fernanda Guimarães

30 de agosto de 2020 | 05h00

Fachada de unidade da rede Pague Menos. Crédito da foto: Divulgação

Fachada de unidade da rede Pague Menos. Crédito da foto: Divulgação

A liquidez no mercado e o juro baixíssimo no Brasil atraem muitos recursos para o mercado de renda variável, mas os investidores estão provando que a seletividade veio para ficar. A rede de farmácias Pague Menos, do empresário Deusmar de Queiroz, teve de reduzir o valor de sua ação para tentar emplacar sua oferta inicial de ações em Bolsa (IPO, na sigla em inglês), que estava cambaleando. O piso da faixa indicativa de preço caiu de R$ 10,22 para R$ 8,50. Foi uma tentativa de viabilizar a oferta, que será precificada na próxima segunda-feira, dia 31.

Sócia. A incorporadora Lavvi, outra candidata a abrir capital na B3, também não encontrou céu azul entre os investidores. Sua controladora, a Cyrela, vai colocar 15% dos recursos totais necessários à oferta, no esforço de fazer decolar o lançamento do papel. Duas incorporadoras já tiveram os planos de abrir capital frustrados recentemente, a Riva 9 e a You Inc. Ambas processos de IPO acabaram suspensos por falta de demanda.

Procuradas. Pague Menos e Cyrela não comentam.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 28/08/2020 às 15:55

O Broadcast+ é a plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse
http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

IPOCyrelaPague Menos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.