País tinha 28,5% de famílias inadimplentes em junho, diz CNC

País tinha 28,5% de famílias inadimplentes em junho, diz CNC

Daniela Amorim

07 de julho de 2022 | 05h35

Total de endividados está 7,6 pontos porcentuais acima de junho de 2021   Foto: Fabio Motta/Estadão

A melhora na criação de vagas possibilitou ligeiro recuo na proporção de brasileiros inadimplentes em junho, a primeira queda desde setembro do ano passado, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A proporção de famílias com contas em atraso ficou em 28,5% em junho, uma redução de 0,2 ponto porcentual em relação a maio, mostraram os dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic).

Fatia de endividados também teve leve queda

A fatia de endividados também teve leve queda, o segundo mês seguido de recuos, após o patamar recorde alcançado em abril. A proporção de famílias com dívidas a vencer foi de 77,3% em junho, 0,1 ponto porcentual a menos que o registrado em maio. No entanto, o total de endividados ainda é 7,6 pontos porcentuais superior ao existente em junho de 2021.

A proporção de mulheres endividadas foi de 80,1%, maior do que a de homens, de 76,5%, mas houve redução de 0,7 ponto porcentual no endividamento entre o público feminino na passagem de maio para junho, enquanto esse contingente aumentou 0,3 ponto porcentual entre o público masculino.

A CNC divulgará o estudo completo nesta quinta-feira, 7.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 06/07/22, às 16h03

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.