Para crescer em crédito imobiliário, Banco Inter aposta em poupança

Para crescer em crédito imobiliário, Banco Inter aposta em poupança

Economia & Negócios

15 Agosto 2018 | 04h00

Com uma carteira de R$ 1,6 bilhão de crédito imobiliário, o Banco Inter, presidido por João Vitor Menin, espera aumentar em até 40% a linha nos próximos anos, a partir do lançamento, hoje, da opção de investimento em poupança em seu aplicativo. Embora tenha foco no público de varejo, a caderneta ainda não constava no leque de aplicações. Com a poupança, a instituição espera, além de atender seu maior público, ser mais competitiva em sua principal linha de crédito, a imobiliária, e abocanhar parte desse mercado, onde a concorrência deve aumentar diante das novas regras do financiamento imobiliário.

Pensando grande. O banco calcula em R$ 14 bilhões o montante potencial que as aplicações em poupança poderiam alcançar em 12 meses, considerando a perspectiva de chegar a 2 milhões de correntistas no mesmo período e uma penetração de 2% do estoque de R$ 750 bilhões da poupança no sistema. Até o final de julho, o banco digital somava 900 mil correntistas.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real