Para disputar clientes, Clear e Modalmais zeram corretagens em Bolsa

Para disputar clientes, Clear e Modalmais zeram corretagens em Bolsa

Coluna do Broadcast

26 Setembro 2018 | 04h00

A briga entre corretoras para atrair o número crescente de investidores que testam alternativas, como a bolsa, está boa. E boa para os investidores. Nesta quarta-feira, a Clear Corretora, empresa do Grupo XP com foco em renda variável, zera as taxas de corretagem cobradas para qualquer negociação feita na B3.

Na cola. A mudança vem um dia depois de a Modalmais, corretora do Banco Modal, anunciar taxa zeri de corretagem em operações no mercado futuro de índice Bovespa e dólar. Em outro modelo, a Toro Investimentos entrou nesse mercado em julho já com taxa zero de corretagem para investimentos em bolsa que tiverem prejuízo, cobrando apenas um valor proporcional ao lucro do cliente obtido com as recomendações e conteúdo educacional da empresa que são distribuídos gratuitamente.

E para sobreviver?. Sem a receita da corretagem, o mercado aposta que a Clear vai rentabilizar sua operação por meio da comercialização de plataformas, de conteúdo educacional e floating, que é o recurso que as corretoras ganham com o dinheiro dos clientes que fica parado em conta. A zeragem do Modalmais marca os três anos da plataforma, que alcançou um recorde de abertura de contas em agosto, de 33 mil, 57% acima do registrado em julho.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real

Mais conteúdo sobre:

banco modalXP