Parques naturais têm potencial econômico cinco vezes maior que o atual, diz estudo

Parques naturais têm potencial econômico cinco vezes maior que o atual, diz estudo

Gabriel Baldocchi

15 de julho de 2021 | 16h10

Fernando de Noronha é um dos parques naturais que concentram as visitas no Brasil Foto: Felipe Mortara/Estadão

Com baixa visitação se comparados aos de países referência no setor, os parques naturais brasileiros apresentam forte potencial turístico e econômico. Se melhor aproveitados, teriam condições de atrair um número quase cinco vezes maior de visitantes, com um incremento econômico da mesma ordem. As conclusões são de um estudo do Instituto Semeia, que trabalha para valorizar os recursos naturais do País. O levantamento, feito pela consultoria BCG, indica que esse segmento do turismo poderia saltar de uma participação de 0,1% no PIB para 0,6%, ou o equivalente a R$ 44 bilhões.

Cerca de 75% das visitas a parques naturais no Brasil estão concentradas em oito deles, como o de Fernando de Noronha. É pouco: o País tem cerca de 300 unidades, sob gestão federal e estadual. Em 2019, eles atraíram em torno de 13 milhões de visitantes, total que, segundo o estudo, poderia chegar a 56 milhões. A lista de países considerados como referência inclui Estados Unidos, Peru e Nova Zelândia.

A participação total do turismo no PIB brasileiro está hoje em 7,7%, abaixo do observado em países da América Latina como Argentina, Peru e México. Embora o Brasil seja considerado o segundo no ranking mundial de recursos naturais, também possui um baixo índice (0,7) de viagens internas a lazer por habitante, inferior a Colômbia e Equador, por exemplo.

O aumento na visitação dos parques seria ainda uma forma de gerar renda para as comunidades do entorno. Com a visitação a todo vapor, o impacto no emprego seria equivalente a quase 1 milhão de postos de trabalho, estima o estudo.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 15/07/2021, às 13h06.

Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

parques naturaisturismoPIB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.