PDG posterga pedido de recuperação judicial para fazer caixa

Coluna do Broadcast

09 de fevereiro de 2017 | 05h00

Não são apenas as negociações com os bancos credores que têm adiado o pedido de recuperação judicial da PDG Realty. A decisão, aliás, teria sido tomada em meados de dezembro, mas até aqui a incorporadora tem trabalhado na missão de engordar seu caixa para o período em que buscará sua recuperação sob a proteção da Justiça. Não é à toa, assim, que os juros de mais de um Certificado de Recebíveis Imobiliários, os CRIs, deixaram de ser pagos aos investidores desde o fim do ano passado. Mas a economia, normalmente é ainda maior: as empresas nessa situação deixam de pagar até mesmo contas de serviços básicos, como luz e gás, para aumentar o caixa. Mas o prazo estaria se encerrando: 90 dias é o tempo dado como um limite para esse processo. Procurada, a PDG não comentou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: