Pedidos de recuperação judicial caem 10,7% em 2019

Pedidos de recuperação judicial caem 10,7% em 2019

Fernanda Guimarães

08 de janeiro de 2020 | 05h00

FOTO: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Apesar de o maior pedido de recuperação da história – o da Odebrecht -, ter acontecido em 2019, o número de empresas que recorreram à Justiça para buscarem a reorganização de seus negócios caiu 10,7% no ano passado, segundo levantamento que será divulgado hoje pela Boa Vista.

Leia também: Projeto de lei quer atualizar regras da recuperação judicial

Lojinha. Empresas do setor de serviços responderam por mais da metade do número de pedidos, com 55,6% do total. Já os pedidos de falência registraram ano passado um recuo tímido, de 0,3% em relação a 2018.

Pequena sofre. Mesmo com a queda pequena foi o terceiro ano consecutivo de redução do número de falência. As pequenas empresas, aquelas com faturamento entre R$ 2,4 milhões e R$ 16 milhões, foram responsáveis por 94,2% dos pedidos de falências e 93,6% dos pedidos de recuperação judicial, respectivamente.

Notícia publicada no Broadcast no dia 07/01/2020, às 14:56:01

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

 

Tudo o que sabemos sobre:

falênciarecuperação judicial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

  • Será que o Pix é seguro? Veja dicas de especialistas
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada