Pelo segundo ano, pandemia leva festa da firma a buscar formatos alternativos

Pelo segundo ano, pandemia leva festa da firma a buscar formatos alternativos

Circe Bonatelli

21 de dezembro de 2021 | 21h30

Foto: Alex Silva/Estadão

No segundo ano de crise sanitária, boa parte das empresas decidiu cancelar as tradicionais “festas da firma” presenciais ou substituir por outras iniciativas. Uma pesquisa mostrou que 27% das empresas optaram por cortar as confraternizações, enquanto para 9% a melhor solução foi organizar um encontro virtual. Outras 14% nunca realizaram comemorações do gênero e continuaram assim neste ano.

Apesar das dificuldades, quase metade (47%) das empresas afirmaram que a festa é uma tradição e, portanto, mantiveram o encontro presencial em 2021. Os dados são de um levantamento realizado pela Ticket, grupo do setor de benefícios de alimentação, com participação de 200 empresas respondentes.

Nos casos em que a reunião presencial foi cortada do calendário, 44% das empresas ofereceram bonificação em dinheiro ou cartão-presente aos funcionários, 27% enviaram alimentos e bebidas para a casa dos empregados, e 22% ofertaram recursos para almoços em restaurantes ou serviços de entregas.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 21/12, às 16h32.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

pandemiaisolamentohome office

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.