Pernambucanas e Axa renegociam parceria bilionária

Aline Bronzati

19 de dezembro de 2019 | 04h00

Foto: Reuters/Christian Hartmann

A varejista Pernambucanas e a seguradora francesa Axa estão renegociando o casamento selado há pouco mais de três anos e previsto para durar uma década. As conversas no meio do caminho visam a incrementar os negócios envolvidos e ainda estender o prazo do contrato. Como consequência, é esperado um pagamento adicional do chamado upfront – valor antecipado dos ganhos previstos com a parceria por parte da Axa à Pernambucanas.

Bolo maior. No contrato fechado em 2016, a Axa passou a administrar todos os seguros e assistências da varejista em um negócio estimado em R$ 2 bilhões em faturamento. A ideia, agora, é aumentar esse leque tanto sob a ótica de portfólio como em volume financeiro.

Nicho. Na época que selou com a Pernambucanas, a varejista passou a ser o maior cliente da Axa no Brasil. Desde então, a francesa ampliou a presença no setor de varejo e hoje tem em sua carteira outros nomes como, por exemplo, a Leroy Merlin. Procurada, a Axa não comentou. A Pernambucanas não retornou até o fechamento da nota.

Notícia publicada no Broadcast dia 18/12/2019, às 14:00:32

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: