Pernambuco testará modelo de concessão sustentável em leilão na B3

Pernambuco testará modelo de concessão sustentável em leilão na B3

Altamiro Silva Junior

19 de janeiro de 2022 | 05h20

Leilão de concessão na B3 está marcado para o fim de março  Foto:  Fernanda Guimarães/Estadão

O Governo do Estado de Pernambuco marcou para o dia 28 de março, na sede da B3, o leilão de concessão do Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon), que fica em Olinda. Mas o que vem chamando atenção dos investidores são os critérios sustentáveis da concessão, com parâmetros sociais, ambientais e de governança (ESG, na sigla em inglês), algo ainda não visto em licitações do tipo.

A modelagem do Cecon foi desenvolvida pelo Grupo Houer, de Minas Gerais, em parceria com a startup mineira Seall, que traçou as diretrizes de sustentabilidade alinhadas à Agenda 2030 das Nações Unidas (ONU). Se as medidas propostas forem implementadas, o potencial médio de redução das emissões de carbono do Cecon chega a 61% e o de redução do custo operacional chega a 54% para os resíduos, energia e água.

A outorga mínima pelo Cecon é de R$ 4,7 milhões. Está previsto ainda um investimento inicial de R$ 28,7 milhões nos primeiros 36 meses da concessão, que tem prazo total de 35 anos. Poderão participar do leilão na B3 empresas nacionais e estrangeiras.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 18/01/22, às 10h27.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.