Petrobras, BID e Banco Mundial iniciam programa anticorrupção em estatais

Petrobras, BID e Banco Mundial iniciam programa anticorrupção em estatais

Cynthia Decloedt

13 de novembro de 2020 | 05h19

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O Banco Mundial (BM) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceira com a Petrobras e a Corregedoria Geral da União (CGU), iniciaram esta semana um programa para capacitar funcionários de estatais brasileiras e das corregedorias estaduais e municipais que atuam no combate à corrupção a aplicarem sanções administrativas com base na lei que responsabiliza empresas que praticam corrupção. O Banco Mundial tem programas nesse sentido sendo conduzidos em outras partes do mundo. Na América Latina, o Brasil será o primeiro.

Acordo. Composto por três encontros virtuais, o programa foi idealizado pelo Comitê de Integridade da Petrobras e tem moderação da advogada Adriana Dantas, que é membro do grupo. O comitê nasceu como uma demanda do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ), após as investigações da Lava Jato.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

petrobrásBanco Mundialbid

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: