Plataforma Grupo Leste cria empresa para gerir R$ 600 milhões em ativos imobiliários

Plataforma Grupo Leste cria empresa para gerir R$ 600 milhões em ativos imobiliários

Mariana Durão

08 de abril de 2021 | 05h20

Foto: Felipe Rau/Estadão

A plataforma de investimentos alternativos Grupo Leste está criando a Leste Read-Real Estate Advisors, braço de operações financeiras estruturadas para investidores brasileiros de fundos de investimento imobiliários (FII) e outras estruturas afins. O negócio é fruto da recente incorporação das operações da READ – Real Estate Advisor, especializada em oportunidades de operações de mercado de capitais com lastro em imóveis. A estimativa do Grupo Leste é atingir R$ 600 milhões em ativos sob gestão no novo negócio até o fim de 2021.

A incorporação foi selada com o lançamento de um FII em parceria com a Riva Incorporadora, do grupo Direcional. Com perfil de condomínio fechado, voltado a investidores profissionais e com ciclo de retorno em quatro anos, o veículo já captou R$ 40 milhões. O recurso será usado no desenvolvimento de um residencial de 702 unidades, no bairro Ipiranga, um dos mais tradicionais de São Paulo. Com valor geral de vendas (VGV) de R$ 180 milhões, o projeto tem a previsão de entrega para 2024.

A indústria de fundos imobiliários não para de crescer no País. Em 2020, as emissões de FII bateram recorde, com R$ 44,1 bilhões, segundo a Anbima. No momento, há cerca de R$ 4 bilhões em ofertas públicas primárias e secundárias de quotas de FII em análise na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). No ano, já foram registradas ofertas de R$ 5,47 bilhões no segmento.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 7/4, às 16h54.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

fundos imobiliários

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.