Por comitê na Petrobras, advogada deixa BMA e monta banca própria

Por comitê na Petrobras, advogada deixa BMA e monta banca própria

Coluna do Broadcast

21 de junho de 2019 | 04h00

Para assumir uma das cadeiras no Comitê de Medidas Disciplinares da Petrobrás, a advogada Adriana Dantas deixou o escritório BMA, onde estava desde 2011, e abriu sua própria banca. O grupo, que iniciou os trabalhos neste ano, acompanha o sistema de consequências para empregados e empresas que se relacionam com a estatal e também cuida de ocorrências relacionadas a temas como suspeitas de fraude, corrupção e nepotismo. O comitê ainda assessora o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal na aplicação do sistema de consequências para a alta cúpula da Petrobrás.

Independentes. A advogada será um dos três membros independentes do grupo, também formado por José Afonso Stefanelli, empregado da Petrobras há 15 anos e que coordena o Comitê de Medidas Disciplinares. Outro integrante é o ex-promotor de Justiça Marcelo Zenkner.

Contato: colunadobroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem delay, assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

petrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.