Presidente da Oi cogita deixar cargo após encaminhar plano de recuperação

Coluna do Broadcast

14 de março de 2017 | 05h00

O presidente da Oi, Marco Schroeder, vem manifestando o desejo de conduzir a transição de seu cargo após encaminhar as principais diretrizes da reestruturação da tele. A companhia acredita que a aprovação do plano seja possível ainda este ano. Mas dada a quantidade de credores envolvidos na reestruturação do passivo de R$ 65 bilhões e do conflito com os acionistas, pode ser que tudo leve um pouco mais de tempo.

X da questão

Por enquanto, Schroeder estaria focado em, ao que tudo indica, apresentar um plano de recuperação em juízo até o final de março, que incluiria entrega de ações aos bondholders, maior grupo de credores. Uma proporção que pode estar em tal plano seria entregar até 30% da companhia, após um haircut de 70% na dívida. Mas se acionistas e credores não concordarem, a briga pode ir para o segundo round, ou seja, para a assembleia. Procurada, a Oi não comentou. (com Circe Bonatelli)

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.