Processo de seleção para presidência do Citi chega à reta final

Processo de seleção para presidência do Citi chega à reta final

Coluna do Broadcast

07 Setembro 2017 | 05h00

O processo de seleção do novo presidente do Citi no Brasil caminha para a reta final. A recrutadora internacional de executivos Spencer Stuart fechou uma curta lista com alguns nomes de fora do banco: Alessandro Zema, que comanda o banco de investimento do Morgan Stanley no Brasil; João Teixeira, ex-presidente do Banco Votorantim; André Brandão, que presidiu o HSBC Brasil; e Sylvia Coutinho, presidente do UBS no Brasil. Dentre os candidatos internos seguem no páreo Marcelo Marangon, responsável por crédito corporativo, e Pedro Lorenzini, que cuida de mercados para o banco americano. As apostas do mercado indicam Teixeira como o candidato forte do lado externo – o fato de ser um ex-CEO é um dos pontos a seu favor. Enquanto isso, Marangon é visto como a solução interna mais provável.

Compasso de espera. A expectativa é de que o anúncio do Citi ocorra em breve, talvez na próxima semana. O executivo que for escolhido substituirá Hélio Magalhães, que vai se aposentar. Procurado, o Citi afirma que o “processo de escolha do novo CCO está em andamento e que nenhuma decisão foi tomada”.

Siga a @colunadobroad no Twitter