Propostas de M & A caíram 9% em seis meses, para US$ 21 bi no Brasil

Propostas de M & A caíram 9% em seis meses, para US$ 21 bi no Brasil

Coluna do Broadcast

09 de outubro de 2019 | 04h00

As propostas de fusões e aquisições movimentaram US$ 21 bilhões no Brasil entre janeiro e junho deste ano, queda de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram, no período, 196 acordos, incluindo aqueles que não chegaram a ser concretizados. O levantamento é do Boston Consulting Group (BCG), que identificou que nenhum acordo envolveu volume superior a US$ 10 bilhões nesse intervalo. A maior transação foi do grupo francês Engie, que arrematou a Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG), da Petrobrás, por US$ 8,6 bilhões. Fora este, nenhum outro acordo ultrapassou os US$ 2 bilhões, avaliou a pesquisa. A queda em termos financeiros reflete a base comparativa maior, marcada pela fusão da Suzano e Fibria no primeiro semestre de 2018.

Geral. Globalmente, nos primeiros seis meses do ano, foi registrada queda de 19% das operações de M&A na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 1,5 trilhão.

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

petrobrástag

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: