Relatório de comissão independente da Vale é anexado à denúncia no CIDH

Relatório de comissão independente da Vale é anexado à denúncia no CIDH

Mariana Durão

05 de março de 2020 | 05h00

 

Os sindicatos Siticop MG e Metabase/Brumadinho e a Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos do Rompimento da Barragem Mina Córrego Feijão Brumadinho (Avabrum) juntaram as denúncias feitas sobre o caso à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) o relatório do Comitê Independente de Assessoramento Extraordinário da Vale, divulgado em 20 de fevereiro.

O comitê liderado pela ex-ministra do Supremo Ellen Gracie indicou, entre outras coisas, que ao menos desde 2003 a Vale tinha informações que indicavam a condição frágil da barragem. Representado pela banca Advocacia Garcez, o grupo encaminhou uma segunda denúncia sobre o caso à CIDH em janeiro, apontando violações de direitos humanos por parte da alemã Tuv Süd, que atestou a estabilidade da estrutura, e omissões das autoridades brasileiras que deveriam fiscalizar a barragem e a atuação da Vale.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: