Renovações de resseguros sinalizam continuidade da queda nas taxas

Coluna do Broadcast

10 de fevereiro de 2017 | 05h00

Os preços de resseguros devem continuar em queda no Brasil e na América Latina nos próximos meses. O esperado aumento dos valores, após dois anos de baixa, não se confirmou nas renovações feitas no mês passado, de acordo com estudo da corretora inglesa JLT Resseguros. Os únicos segmentos que tiveram aumento de taxas foram os de riscos cibernéticos e de saúde. Esses ramos são, porém, pequenos e de alta volatilidade. Não indicam, portanto, tendência no mercado.

Ano novo

Apesar do encolhimento do capital direcionado ao resseguro, a redução nas taxas esteve presente na maioria dos contratos. Mais de 70% das renovações de resseguros do mundo ocorreram no dia 1.º de janeiro. Dos maiores mercados, apenas o Japão não renova na data. Brasil e América Latina não possuem prazo fixa. Vale o que está fechado em contrato.

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: