Saída de executivo da rede de varejo da Caixa provoca dança das cadeiras

Saída de executivo da rede de varejo da Caixa provoca dança das cadeiras

Matheus Piovesana

14 de junho de 2022 | 05h45

Jair Luis Mahl deixou o banco rumo à iniciativa privada   Foto: Felipe Rau/Estadão

O vice-presidente da rede de varejo da Caixa Econômica Federal (CEF), Jair Mahl, deixou o banco público rumo à iniciativa privada e deve atuar fora do setor bancário, apurou o Broadcast com fontes que solicitaram anonimato, dado que a informação ainda não é pública.

Com 32 anos de Caixa, Mahl passou os últimos três como vice-presidente, chefiando até o começo deste ano a área de habitação, responsável pelo mais importante produto do banco público, líder em crédito imobiliário no País.

Entre outras, as questões remuneratórias teriam pesado. A administração da Caixa não tem reajuste desde 2016, ao contrário dos funcionários CLT do banco, que têm salários reajustados pelo dissídio dos bancários. Nos bastidores, comenta-se que isso tem gerado discrepância entre remunerações e responsabilidades dos cargos.

Remuneração de executivos é definida em assembleia de acionistas

Os executivos da Caixa têm a remuneração definida em assembleia de acionistas (no caso da CEF, somente a União), aos moldes do que ocorre em outras empresas públicas federais, com capital aberto ou não.

Como mostrou a reportagem no começo do mês, o Banco do Brasil vive cenário parecido. Na última assembleia de acionistas do banco, em abril, o fundo Geração Futuro LPAR Investimentos em Ações afirmou que a União exercia de forma “abusiva” a posição de controladora do BB ao barrar reajustes para os dirigentes.

Na Caixa, a saída de Mahl provocou uma dança das cadeiras. Para o lugar dele foi escalada Camila Aichinger, até então presidente da Caixa Seguridade. No comando da holding de seguros, ficará André Nunes, que era vice de estratégia e pessoas do banco. A Caixa também anunciou a eleição de Edilson Carrogi Vianna como vice-presidente agente operador.

Sobre os detalhes da saída de Jair Mahl, a Caixa não se pronunciou.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 13/06/22, às 16h04

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Tudo o que sabemos sobre:

BancosCaixabanco do brasilexecutivos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.