Santander mais que dobra a contratação de empréstimos com garanta de imóveis, em 2020

Santander mais que dobra a contratação de empréstimos com garanta de imóveis, em 2020

André Ítalo Rocha

17 de março de 2021 | 05h03

Foto: Fabio Motta/Estadão

A pandemia do novo coronavírus, que aumentou o risco de crédito, levou os bancos a darem atenção maior aos empréstimos com garantia. O Santander foi um dos que puxou o movimento. A subsidiária brasileira do banco espanhol terminou 2020 com R$ 1,2 bilhão em recursos contratados com garantia de imóveis, aumento de 110% em relação ao que havia registrado no ano anterior, enquanto o mercado teve avanço de 46%.

Segurança. Com três quartos da carteira de crédito dedicados a empréstimos com algum tipo de garantia no último trimestre, o Santander também tem avançado em linhas que têm o veículo como bem garantidor. Nos dois primeiros meses de 2021, o banco triplicou as contratações em relação ao mesmo período do ano passado e chegou a fevereiro com um valor médio de empréstimos de R$ 37 mil.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.