Seca reduziu energia de hidrelétricas em 2,3 vezes a geração de Itaipu

Seca reduziu energia de hidrelétricas em 2,3 vezes a geração de Itaipu

Wilian Miron

22 de junho de 2021 | 17h40

Itaipu – Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

Os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste deixaram de receber água suficiente para produzir 20,7 gigawatts-hora (GWh) de energia, o equivalente a 2,3 vezes a produção média de Itaipu entre 2011 e 2020, aponta estudo feito por pesquisadores do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Gesel/UFRJ).

Nos últimos nove anos, a quantidade de água que chega aos reservatórios das usinas na região foi 17% menor do que a média histórica de 91 anos. Nos últimos 12 meses até maio, a situação foi ainda pior, e esses volumes ficaram 30% menores.

O levantamento mostra também que nos últimos nove anos, a capacidade instalada de geração aumentou 43%, enquanto o consumo cresceu 19%. Caso o consumo tivesse acompanhado a oferta, as consequências da crise hídrica poderiam ser ainda maiores, com risco de déficit agudo na oferta.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast Energia no dia 22/06/2021, às 8:00.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.