Segundo reajuste de preços do ano já está na mira das siderúrgicas

Coluna do Broadcast

05 de janeiro de 2017 | 05h00

usiminas_div_blog

(Foto: Divulgação)

Depois de aumentarem os preços do aço na virada do ano, as siderúrgicas não descartam um novo ajuste para a rede de distribuição, já no curto prazo. Isso porque o aumento de cerca de 10% que entrou em vigor neste mês apenas serve para cobrir custos, que cresceram muito com as fortes altas dos preços dos insumos. As margens seguem comprimidas e ainda não foram afetadas positivamente. Em 2016, as usinas promoveram cinco elevações de preços.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.