Seguradoras e resseguradoras acionam advogados por Brumadinho

Seguradoras e resseguradoras acionam advogados por Brumadinho

Coluna do Broadcast

29 de janeiro de 2019 | 04h00

Seguradoras e resseguradoras já procuram escritórios de advocacia diante da tragédia de Brumadinho. Como há vários agentes envolvidos nos seguros, o sinistro, estimado em bilhões de dólares, deve movimentar também o meio jurídico. Na apólice de dano material, a líder é a Chubb Seguros, ao lado de Mapfre, Swiss Re Corporate Solutions, que tem a Bradesco Seguros como sócia, e FM Global. O resseguro está com o IRB Brasil Re e outras 15 resseguradoras. Já o contrato de responsabilidade civil é da Allianz, com resseguro intragrupo.

Efeito dominó. Nesses casos, explica um especialista do setor, é acionada a chamada “cláusula de seguir a sorte”, conhecida como follow the fortune: resseguradoras seguirão exatamente a decisão das seguradoras, respondendo automaticamente pelo quinhão do risco que assumiram no contrato. Ou seja, se a seguradora pagar, a resseguradora também o fará sem questionamentos. Note-se que a maior parte do prejuízo deve sobrar para a própria Vale, uma vez que o mercado securitário impôs restrições após o desastre de Mariana.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+

Tudo o que sabemos sobre:

valebrumadinhoseguros

Tendências: