Seguro da farmacêutica EMS é da Starr e Austral

Seguro da farmacêutica EMS é da Starr e Austral

Coluna do Broadcast

23 Outubro 2018 | 10h59

O seguro da farmacêutica EMS, cuja fábrica localizada em Hortolândia, no interior de São Paulo, foi atingida por um incêndio no último sábado, dia 20, está com a seguradora Starr International Brasil, do grupo Starr Companies. O contrato tem cosseguro com a Austral, da Vinci Partners, que responde por 50%.

Resseguro
A apólice da EMS conta com resseguro do IRB Brasil Re, na fatia da Starr, e da Austral Re, na parte da Austral. Os prejuízos ainda estão sendo mensurados.

Precursora
Fundada há 50 anos, a EMS é uma das maiores do setor farmacêutico no Brasil e foi a primeira companhia a produzir e ofertar medicamentos genéricos no País, nos anos 2000. O incêndio atingiu uma área do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da empresa, que estava em operação quando o fogo teve início, e ainda o almoxarifado. Procurada, a EMS não comentou. A Austral confirmou que está em cosseguro com a Starr, que também não se manifestou.

Caminhos opostos
A Starr iniciou suas atividades há pouco mais de três anos no Brasil. Já a seguradora Austral tem sido alvo de negociações de fusão e aquisição (M&A, em inglês). Recentemente, sua controladora, a gestora Vinci Partners, tentou vender a operação para a americana Argo. Apesar de terem chegado à fase de diligência, as conversas não prosperaram.

Foto: Luciano Claudino/Código 19

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.