Setor calçadista volta ao patamar de produção de 16 anos atrás

Setor calçadista volta ao patamar de produção de 16 anos atrás

Talita Nascimento

27 de outubro de 2020 | 05h05

O setor calçadista brasileiro produziu de janeiro a agosto 34,8% a menos do que no mesmo período do ano passado. A projeção é que a produção do ano todo seja 28% menor do que a de 2019. Com 260 milhões de pares a menos, as fabricantes de sapatos voltam ao patamar de 16 anos atrás, quando foram produzidos 650 milhões de pares. Os dados são da Abicalçados.

Exportações. Até setembro, a indústria de calçados exportou 24,4% a menos do que em 2019. A expectativa é de que 2020 termine com 26,6% a menos nos pares exportados, o que seria um resultado no patamar de 37 anos atrás.

Projeções. Segundo a Abicalçados, o setor funcionou com 52% da capacidade instalada em agosto, chegando a 58,6% em setembro e 62,7% em outubro. Em junho, esse indicador teria batido em pouco mais de 30%. Os números são projeções pois a real capacidade instalada da indústria só é conhecida depois que o ano termina.

Evento. A Abicalçados divulgará mais dados sobre o setor, inclusive com projeções para 2021 no evento “Análise de Cenários”, em 5 de novembro. O evento será on-line, a partir das 16h30. As apresentações serão conduzidas pelos economistas Priscila Linck, da Inteligência de Mercado da Abicalçados e por Marcos Lélis, economista, professor da Unisinos e consultor do setor.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

calçadosindústriaAbicalçados

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: