Setor de loteamentos residenciais tem queda em lançamentos e vendas

Setor de loteamentos residenciais tem queda em lançamentos e vendas

Circe Bonatelli

01 de abril de 2022 | 05h40

Mercado de loteamentos sentiu efeitos de inflação e juros  Foto: Clayton de Souza/Estadão

O mercado de loteamentos residenciais também sentiu os efeitos da inflação e dos juros altos, com desaceleração dos negócios, assim como aconteceu na comercialização de casas e apartamentos.

No Estado de São Paulo, foram lançados 10,6 mil lotes no quarto trimestre, recuo de 12% em relação ao mesmo período de 2020. Por sua vez, as vendas foram de 11,2 mil lotes, retração de 14% na mesma base de comparação.

Os dados são de pesquisa realizada pela Associação das Empresas de Loteamento (Aelo) em parceria com o Sindicato da Habitação (Secovi-SP) e a consultoria Brain. Os números serão apresentados nesta sexta-feira, 1º, e foram antecipados à Coluna.

Apesar de tudo, o ano teve um saldo positivo para o setor de loteamentos. No acumulado de 2021, os lançamentos subiram 9,1%, para 39,4 mil unidades, e as vendas cresceram 6,4%, chegando a 46,1 mil lotes.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 31/03/22, às 17h36.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.