Shoppings esperam vendas 9% maiores durante a Black Friday

Shoppings esperam vendas 9% maiores durante a Black Friday

Coluna do Broadcast

20 de novembro de 2019 | 05h49

Por Circe BonatelliSão Paulo, 19/11/2019 – As vendas nos shopping centers durante a Black Friday deste ano devem crescer 9% em comparação com a mesma data do ano passado, de acordo com projeção da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). A alta nas vendas deve ganhar fôlego com a liberação dos saques do FGTS, além do ambiente econômico com inflação e juros baixos e redução do desemprego, ainda que pequena.

Leia também: Dono da Cyrela vai à Bolsa buscar R$ 800 milhões para escritórios e shopping centers

A todo vapor. Se a projeção da Abrasce for confirmada, ela representará uma aceleração no ritmo de crescimento do setor, que já tem registrado dados positivos ao longo de 2019. As vendas nos shoppings subiram 7,2% no terceiro trimestre e aumentaram 8% entre janeiro e setembro. Neste ano, já foram inaugurados nove shoppings no País e há outros dois na fila até dezembro. Já para 2020, há um total de 20 projetos em desenvolvimento.

Especial Revolução Digital: “A Amazon é um gigante de papel”, diz presidente do Multiplan

Bolso. Durante a Black Friday, a expectativa é de que os consumidores gastem, em média de R$ 300 a R$ 500. As categorias mais procuradas devem ser as de eletroeletrônicos (77%), telefonia (71%), artigos de informática (68%) e eletroportáteis (66%). Apesar de a data oficial da Black Friday ser a sexta-feira, dia 29, os empreendimentos comerciais irão realizar as promoções até domingo dia 1, com parte das lojas abrindo mais cedo, por volta das 8h e 9h, e fechando mais tarde, às 23h ou meia-noite.

Saiba mais: Duas maiores empresas de shopping mudam cara do setor no País

Notícia publicada no Broadcast em 19/11/2019, às 12:45:02

Contato: colunabroadcast@estadao.com
Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

shoppingsAbrasce

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.