Situação piora e OAS descumpre plano de recuperação judicial

Situação piora e OAS descumpre plano de recuperação judicial

Coluna do Broadcast

02 Dezembro 2018 | 21h44

A OAS, uma das empresas afetadas pela Lava Jato, está enfrentando problemas para dar seguimento ao seu plano de recuperação judicial, aprovado no final de 2015. Diante das dificuldades, a empresa corre o risco de ter sua falência decretada pelo juiz do processo. No início de novembro a construtora deixou de honrar cerca de R$ 16 milhões em compromissos com fornecedores, referentes a quinta parcela do plano, e tem até a próxima semana para resolver a questão. O cenário mais provável é de que o juiz chame uma nova assembleia de credores para realizar alterações no plano, de modo a acomodar os pagamentos à geração de caixa da companhia.

Difícil
No entanto, o cenário é preocupante, já que a OAS passa por sérias dificuldades financeiras, com outras dívidas pendentes, entre as quais impostos e as chamadas extraconcursais, que ficam fora da recuperação judicial, as quais somam mais de R$ 300 milhões. A empresa também tem atrasado salários, o que evidencia a gravidade das condições financeiras da companhia.

Enroscado
O descumprimento da quinta parcela afeta também o processo de entrega das ações referentes à participação de 25% da OAS na Invepar para os bondholders, credores externos com os quais a empresa negociou exaustivamente. Uma assembleia estava marcada para o dia 7 para formalizar os termos da troca da dívida dos bondholders pelas ações da Invepar, a qual vinha sendo postergada desde maio de 2016. Procurada, a OAS não respondeu até o fechamento desta nota.

Siga a @colunadobroad no Twitter