Sky se aproxima de 100% de abastecimento via energia solar

Luciana Collet

24 de janeiro de 2021 | 05h15

A operadora de TV paga via satélite Sky acertou um acordo de longo prazo com a GDSolar para fornecimento de energia solar para seus centros de transmissão Jaguariúna e em Santana do Parnaíba, no Estado de São Paulo. O contrato tem prazo de 10 anos e será atendido por meio de uma nova usina fotovoltaica dedicada de 7 MW, a ser construída em Andradina, no mesmo Estado.

Pegada de carbono. Com o acordo, a partir de 2022, 100% das necessidades energéticas dos centros de transmissão e 93% das necessidades energéticas totais da Sky serão atendidos por geração de energia limpa. A iniciativa colabora para o objetivo da operadora de zerar as emissões de carbono até 2030.

Previsibilidade. Segundo a Sky, o principal objetivo da companhia com a iniciativa não é economizar com o custo de energia, mas avançar em ações de sustentabilidade. No entanto, a companhia admite que espera um ganho com a maior previsibilidade da linha de despesas com eletricidade, já que o contrato é reajustado pela inflação. Por ora, os centros de operação são atendidos pelas distribuidoras de energia locais, sujeitando-se aos reajustes não previsíveis das concessionárias.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

skyenergia solarGDSolar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.