Sociedade de Vale e BHP na Samarco pode estar perto do fim

Sociedade de Vale e BHP na Samarco pode estar perto do fim

Coluna do Broadcast

21 Setembro 2017 | 05h00

O casamento entre as mineradoras Vale e BHP Billiton como sócias na Samarco parece estar por um fio. Depois da tragédia em Mariana (MG) e há dois anos com a operação parada, o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, tem dado sinais de que o fim da parceria é iminente. Em evento da Previ nesta quarta-feira, 20, no Rio, o executivo, com o cuidado de não citar nomes, disse a uma plateia de 500 pessoas que uma empresa controlada por acionistas que são concorrentes no mercado é um exemplo de “governança inviável”. Nesse caso, qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Em recente almoço com analistas, ele já havia dito que a questão da governança na Samarco “tanto poderia ser resolvida com a venda da parte da Vale para a BHP ou da BHP para a Vale”.

Com a palavra. Em nota, Schvartsman esclareceu que o modelo de governança da Samarco pode ser inviável, mas que “já existe”. Reiterou que sua fala se referia a “novas associações” e que no caso da Samarco “ninguém pode forçar uma solução”. “Portanto, o divórcio não está perto ou longe”, reforçou. (com Mariana Durão)

Siga a @colunadobroad no Twitter