Startse aposta em educação para executivos, com foco no exterior

Startse aposta em educação para executivos, com foco no exterior

Coluna do Broadcast

11 de novembro de 2018 | 16h20

A Startse, ecossistema de startups criado por ex-sócios da XP, está de olho na internacionalização e expansão de sua área de educação para executivos. Após abrir escritório no Vale do Silício, nos Estados Unidos, e na China, a empresa lançou seu primeiro programa de educação continuada na Europa. Uma delegação de 40 empresários foi levada à Portugal no início deste mês para o WebSummit, um dos maiores eventos de empreendedorismo e inovação do mundo. Fora da Europa, 1,5 mil executivos já participaram de cursos voltados à educação executiva fora do Brasil, incluindo países como Israel e Índia. A meta da Startse é atingir 5 mil empresários no ano que vem.

Bom negócio
Nos trabalhos de educação executiva localmente, mais de 40 mil pessoas passaram pelos cursos e palestras da Startse no Brasil. Essa linha de negócios, chamada de “Life Long Learning” representa a maior parte do faturamento da Startse, que prevê fechar 2018 com receita acima de R$ 40 milhões.

Siga a @colunadobroad no Twitter

Para ver a Coluna do Broadcast sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos as notícias em tempo real.

Tendências: