Startup prevê faturar R$ 3,5 mi neste ano com seguro para bicicletas

Startup prevê faturar R$ 3,5 mi neste ano com seguro para bicicletas

Circe Bonatelli

16 de março de 2021 | 05h01

Foto: Daniel Teixeira/Estadão

A startup Santuu, especializada em seguro para bicicletas, prevê atingir um faturamento de R$ 3,5 milhões em 2021. Fundada em 2018, a companhia procura se destacar em um mercado que já movimenta cerca de 50 mil apólices por ano, e que experimentou um crescimento expressivo durante a pandemia, quando aumentou a procura de bicicletas como formas de transporte e lazer em todo o País.

Como funciona. Na Santuu, o valor mínimo de cobertura parte de R$ 1.000. Dependendo do sinistro, ao invés de o segurado ou segurada receber o valor do bem em dinheiro, a restituição é feita com a reposição por uma bicicleta nova, igual ou com as mesmas características da que foi segurada.

Quem faz. À frente da startup está o CEO, Rodrigo Del Claro (ex-Omni e Ericsson), junto com os sócios Luiz Fabregat (ex-Zurich Seguros) e Silvio Pereira (ex-Dorel e Caloi).

Tudo o que sabemos sobre:

empresasStartupseguros

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.