SulAmérica cria instituto para atender 150 mil pessoas em vulnerabilidade

SulAmérica cria instituto para atender 150 mil pessoas em vulnerabilidade

Altamiro Silva Junior

19 de abril de 2022 | 14h30

Instituto já desenvolveu ações em Petrópolis, afetada por fortes chuvas  Foto: Wilton Junior/Estadão

O Grupo SulAmérica anuncia hoje sua organização social sem fins lucrativos, o Instituto SulAmérica. Ele terá independência operacional e conselho deliberativo próprio, além da meta de atingir 150 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social em cinco anos.

Neste primeiro momento, a prioridade é a saúde emocional, com apoio ao diagnóstico e ao tratamento de transtornos como ansiedade e depressão. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país com maior taxa de ansiedade do mundo, atingindo quase 20 milhões de pessoas. Entre os mais pobres, a taxa é de 36%, segundo a seguradora no documento em que apresenta seu instituto.

Ainda sem um lançamento oficial, o instituto já desenvolveu ações em Petrópolis, Angra dos Reis e Paraty, no Rio de Janeiro, todas regiões afetadas pelas fortes chuvas em 2022. Em conjunto com a Docway, startup de telemedicina da própria SulAmérica, a organização passou a oferecer, no começo de março, atendimentos médicos e psicológicos online e gratuitos a moradores da região.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 19/04/22, às 10h04.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.