Suspensão de IPO da Azul levanta debate sobre mudança em regra da CVM

Coluna do Broadcast

09 de abril de 2017 | 05h00

A suspensão da oferta inicial de ações da Azul pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na quinta-feira (6), ainda que já revista na sexta (7), levantou a discussão sobre a atualização das regras da autarquia, sobretudo relacionadas ao uso da internet. Um dos motivos para suspender a oferta foi a disponibilização de vídeo do roadshow da Azul no exterior em um site estrangeiro, usado para levar a investidores individuais mais informações sobre ofertas. Esse público, aliás, não tem acesso a esses encontros, dedicado a grandes investidores. Conforme fontes, porém, o fator preponderante para a suspensão foi o fornecimento em roadshow de projeções que não constavam em prospecto. A CVM não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter