Tarpon levará a Ômega Energia Renovável para a Bolsa

Coluna do Broadcast

28 de março de 2017 | 05h00

A Ômega Energia Renovável, empresa em que a gestora Tarpon mantém investimento, já contratou os bancos que estruturarão sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). Fazem parte do sindicato BTG Pactual, Bank of America Merrill Lynch, Itaú BBA, Bradesco BBI, Santander e XP Investimentos. A oferta, de cerca de R$ 1 bilhão, está planejada para acontecer em junho. Tarpon e Ômega não comentaram.

Já tentou
Não é de hoje o plano de abrir o capital da Ômega. A companhia chegou a fazer os preparativos há dois anos, mas o desejo foi por água abaixo com o acirramento da crise no Brasil. Além da Tarpon, que foi cofundadora da companhia em 2008, está em seu capital o fundo americano Warburg Pincus. O ex-presidente da Usiminas, Wilson Brumer, é o fundador da companhia, mas vendeu sua participação à Tarpon quando assumiu a presidência da siderúrgica mineira, em 2010.

 

Siga a @colunadobroad no Twitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.