TecBan cria empresa para reformar agências bancárias

Matheus Piovesana

20 de julho de 2022 | 07h29

TecBan quer aproveitar reconfiguração das agências físicas dos bancos. Foto Alex Silva/AE

Conhecida pelos caixas eletrônicos do Banco24Horas, a TecBan agora quer avançar em áreas como a reforma de agências e a revitalização de caixas eletrônicos. Para tanto, criou uma nova empresa, a Serviços Integrados, que conta com uma equipe de 30 pessoas na parte administrativa.

A nova empresa reúne em novo CNPJ serviços que a TecBan já prestava à própria rede, como a revitalização de caixas eletrônicos, agências e obras civis relacionadas a esses pontos de atendimento. “A partir do momento em que os clientes voltados para o digital precisam desses serviços, vem a necessidade de ter uma empresa voltada só para isso”, disse Mayr Camazano, superintendente da nova área.

A TecBan não informa a receita obtida com estes serviços em 2021, mas diz esperar que cresça 30% este ano. No ano passado, a empresa teve receita líquida de R$ 2,8 bilhões, proveniente do negócio principal, da transportadora de valores TBForte e da TBNet, de telecomunicações.

O novo braço vai trabalhar com projetos, em especial os de maior escala. Isso inclui contratos de revitalização de caixas eletrônicos, e há também a intenção de expandir para a área de logística. O Brasil tem hoje 170 mil caixas eletrônicos, 24 mil deles do Banco24Horas.

Uma avenida de crescimento é a revitalização de agências, atividade que tem ganhado tração diante da reconfiguração das redes físicas dos bancos. As instituições estão enxugando o tamanho das agências, aumentando as salas de autoatendimento e reduzindo o espaço interno. É aí que a Serviços Integrados entra.

“Temos clientes com esse perfil, não só grandes bancos como também os regionais”, afirmou Camazano. É uma frente ainda pequena: 60% dos negócios da Serviços Integrados são revitalizações de caixas. As agências e a instalação de dispositivos de segurança, como os que pintam notas de dinheiro em caso de explosão de caixas, dividem os 40% restantes.

Além dos 15 serviços que a nova empresa já oferece, há planos de avançar no setor de varejo, com caixas de autoatendimento. “Aquilo é um caixa eletrônico: a pessoa passa tudo e faz o pagamento. Em algum momento, a gente acha que os pagamentos podem ser em dinheiro, e aí, entramos com uma experiência grande”, diz ele.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast  no dia 20/07/22, às 14h39

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

 

Tudo o que sabemos sobre:

TecbanBancosserviços

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.